Se quer garantir o seu futuro e o da sua família, independentemente das circunstâncias da vida, talvez precise de fazer uma simulação de seguro de vida

Apesar de ser uma ferramenta de proteção financeira, a tendência é adiar a decisão. Para quando tiver um aumento de salário, quando começar a envelhecer, quando tiver filhos, etc. Há uma panóplia de motivos - uns mais fundamentados do que os outros, é verdade, mas vamos mostrar-lhe porque deve repensá-los. 

Neste artigo, usamos o princípio do contraditório para expor algumas crenças pouco ajustadas à realidade.

O que significa ter um Seguro de Vida?

O seguro de vida é uma proteção financeira para a sua família e outras pessoas que dependem de si e dos seus rendimentos para ter uma vida com qualidade.

O princípio é simples.

Todos os meses paga uma pequena quantia que cobre o risco de morrer ou ficar incapacitado/a. Caso aconteça algo, os beneficiários escolhidos por si e devidamente registados no contrato, recebem a soma do dinheiro que teria ganho, caso não fosse vítima de um infortúnio.

 

 

Razões comuns para NÃO subscrever um seguro de vida 

1. É demasiado caro

O preço é um dos principais obstáculos. Compreende-se o receio de adicionar mais uma despesa aos gastos mensais. 

Mas será que os seguros de vida são assim tão dispendiosos?

Veredito:

Acontece que, em muitos casos, as pessoas subestimam a importância do seguro e sobrestimam o custo do mesmo.

Só fazendo uma simulação de seguro de vida é que poderá ter a certeza do valor e fazer uma escolha consciente. Pode vir a surpreender-se, pela positiva, com o prémio mensal do seguro.

2. Sou demasiado jovem para pensar em seguros de vida

Os acidentes não escolhem idades. Aliás, é quando somos jovens que tendemos a correr mais riscos, exatamente porque ainda persiste o gene da invencibilidade. 

Veredito:

Os acidentes são a principal causa de morte entre os jovens adultos, em Portugal. Conscientes desta realidade e dos riscos inerentes à própria vida, o seguro de vida proposto pela EXS contempla morte por acidente de circulação.

Para além do mais, quanto mais novo incluir o seguro de vida nos seus planos, mais económica é a mensalidade.

3. Não tenho filhos

Os filhos são a razão n.º 1 para subscrever um seguro de vida.

Mas se é solteiro/a ou vive com alguém, mas não tem descendentes, não vê a necessidade de subscrever uma apólice do ramo vida e cativar esse dinheiro. 

Veredito:

Considere os seguintes cenários: 

  1. Tem pais que dependem de si ou podem vir a contar consigo e com os seus rendimentos? Talvez para contratar um serviço de apoio ao domicílio ou suportar os custos de um lar.
  2. Por outro lado, a pessoa com quem vive, depende do seu rendimento e conseguirá viver com qualidade caso lhe falte este apoio monetário?

Estas são razões que deve contemplar na decisão de ter (ou não) um seguro de vida.

Caso não tenha, não poderá garantir apoio em caso de ausência por morte ou limitações decorrentes de um acidente grave que resultou num grau elevado de incapacidade.

4. Sou uma pessoa saudável

É uma pessoa ativa, alimenta-se corretamente e dispensa vícios. Ótimo, é a melhor altura para subscrever um seguro.

Veredito:

Quando a saúde está no seu auge, os contratos são mais económicos.

À medida que a idade avança, surgem as doenças associadas ao envelhecimento e outras que não estão relacionadas com o seu estilo de vida. Nessa altura, será mais difícil subscrever uma apólice ou pagará mais pela mesma.

5. Há demasiadas opções, torna-se difícil escolher

A quantidade de ofertas disponíveis online pode deixar qualquer pessoa paralisada. A somar a isto, terá que reservar um tempo da sua vida - já ocupada - para estudar cada documento e fazer comparações.

Veredito:

Uma das vantagens de conversar e ter uma mediadora como parceira é precisamente a poupança de tempo.

Na EXS tornamos o processo simples. Somos nós quem faz a pesquisa e negoceia por si. Ajudamos também a determinar:

  • O capital segurado;
  • O período de vigência do contrato;
  • As coberturas (e exclusões) mais adequadas;
  • Entre outras questões.

 A EXS trabalha com 24 seguradoras em Portugal. Inicialmente, falamos consigo para perceber as suas necessidades, expectativas e o orçamento disponível para depois lhe apresentarmos apenas as propostas que se enquadram nos requisitos.

Descubra quanto custa o seu Seguro de Vida

Segure a sua vida e a dos seus!

O primeiro passo é simples e gratuito. Basta fazer o pedido de simulação do seguro de vida no nosso site.

Partilhe connosco algumas informações e espere pelo nosso contacto nas próximas 24 horas. A partir daí terá apoio personalizado dos nossos profissionais.

A EXS tem mais de 10.000 clientes e duas décadas no mercado dos seguros. 

 

+ info
Partilhe