+ info
Partilhe

O Decreto-Lei nº 222/2009 defende que o Tomador do Seguro pode subscrever uma modalidade de outra companhia que não esteja ligada à entidade bancária credora. Logo, é importante recorrer a mediadoras, como a EXS, para analisar uma boa parte das alternativas que existe no mercado e descobrir em qual é que consegue poupar mais. Com esta atitude, os clientes conseguem economizar para além dos 50%.

Porém, por uma questão de desconhecimento ou para poupar tempo, muitos consumidores costumam pagar valores excessivos por este Seguro, ao subscrever a modalidade da companhia associada ao Banco em que fizeram o empréstimo. Mesmo assim, é possível poupar no Seguro de Vida:

  • Pode optar por negociar esta modalidade juntamente com outros Seguros. Desta forma, há a possibilidade de economizar no montante global e, mais especificamente, no Prémio do Seguro de Vida. Embora varie de caso para caso, é recorrente haver uma poupança entre os 30% e os 40%. Certos consumidores até chegam a poupar mais de 50%.
  • Pode optar por transferir a modalidade para uma outra companhia que lhe traga mais vantagens, nomeadamente a nível do Prémio a pagar, após pesquisar e comparar as diversas alternativas no mercado, recorrendo à ajuda de mediadoras, como a EXS.

casal

Esta decisão encontra-se abrangida pelo artigo 4º do Decreto-Lei nº 222/2009, que possibilita a escolha livre da modalidade e o direito de o Tomador ser informado sobre essa liberdade, embora o novo Seguro tenha de seguir os requisitos firmados por contrato com o Banco.

Em certos exemplos, a poupança mensal atinge quantias significativas, especialmente nas faixas etárias mais avançadas. Ao longo de 30 a 40 anos, é possível poupar mais de 20 mil euros, o que é superior a um eventual aumento do spread (uma penalização que deve estar prevista no contrato com o Banco).

Se quiser transferir o Seguro de Vida, fique atento às coberturas. A DECO (Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor) aconselha a subscrição na Invalidez Total e Permanente, que abrange outros sinistros além daqueles que estão na origem de um «estado vegetativo».

Subscreva a nossa newsletter e conheça as nossas melhores soluções


captcha